ÚLTIMAS NOTICIAS
Capa » Polícia » PM é capturado após executar inimigo a tiros em Aquiraz

PM é capturado após executar inimigo a tiros em Aquiraz

De acordo com a Polícia, a vítima levou três tiros e teve morte imediata (FOTO: KLÉBER A. GONÇALVES/DIÁRIO DO NORDESTE)

De acordo com a Polícia, a vítima levou três tiros e teve morte imediata (FOTO: KLÉBER A. GONÇALVES/DIÁRIO DO NORDESTE)

Um crime de morte chocou os moradores da Praia do Iguape, em Aquiraz, na manhã de ontem. Após uma discussão banal, o policial militar, da reserva, Messias Rodrigues de Freitas matou a tiros o pescador Cleilson Barbosa Faustino, 42. O crime foi cometido na Praça Beira-Rio.

De acordo com a Polícia, a vítima levou três tiros e teve morte imediata. O policial militar da reserva acusado do crime foi contido por populares e entregue à Polícia. As informações dão conta que vítima e acusado tinham uma rixa antiga.

Rosileide Mateus, esposa do policial militar, contou que o pescador, há vários dias, proferia insultos ao marido dela. Na manhã de ontem, porém, o clima ficou tenso e o policial militar teria ido tirar satisfação do pescador. A discussão ficou bastante acirrada. Messias de Freitas sacou a arma e efetuou os disparos, sem dar à vítima a mínima chance de defesa.

Messias Rodrigues de Freitas foi levado à Delegacia Metropolitana de Aquiraz (DMA) e autuado em flagrante por homicídio. A origem da rixa entre o militar da reserva e o pescador não foi revelada, entretanto os últimos insultos por parte da vítima teriam deixado Messias de Freitas bastante irritado.

Após a prisão, o militar foi levado para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para ser submetido a exame de corpo de delito. Depois foi levado para a Delegacia, mas deve ser transferido para o Presídio Militar, por questões de segurança.

Somente em 2013, 56 policiais militares foram expulsos da Corporação pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD), nove deles, acusados de praticar homicídios. Outros nove foram demitidos acusados de lesão corporal e outras transgressões disciplinares. Os dados foram divulgados em janeiro deste ano pela CGD.

Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>